Chicungunha: o que é, sintomas e o tratamento - Clínica Popular Cuidar Mais

Clínica Cuidar +
Clínica Cuidar +
Clique aqui e agende sua consulta e exame

Solicite nossa tabela de preços

Cadastre-se

Exames e diagnósticos
Publicado em 13 de abril de 2018, por Philippe Azevedo, às 11:22
Clínica Cuidar Mais >> Prevenção e Saúde >> Chicungunha: o que é, sintomas e o tratamento

Chicungunha: o que é, sintomas e o tratamento

Em meio ao temor com a febre amarela, outra doença tem assustado a população brasileira nos últimos anos: a chicungunha. A enfermidade é causada pelo Alphavírus, transmitido pelo Aedes aegypti, o mesmo da dengue, e pelo Aedes albopictus. Os sintomas são febre alta e, principalmente, dores nas articulações.

O vírus circulou no Brasil pela primeira vez em 2014, segundo dados do Ministério da Saúde. No ano seguinte, os registros de pessoas infectadas pela chicungunha ainda eram poucos. Porém, em abril de 2016 foram notificados 3.748 casos suspeitos. O fato é que o número aumentou significativamente nos últimos anos.

Devido às semelhanças nos sintomas, as pessoas confundem chicungunha com a dengue. Ambas as doenças provocam dores no corpo, mas há uma diferença: a primeira causa dores nas articulações que podem perdurar por semanas, enquanto a última apenas na musculação.

Sintomas da chicungunha:

 

  • Dores locais (articulações, músculos e cabeça)
  • Febre alta
  • Calafrios
  • Náusea e vômitos
  • Irritação na pele (vermelhidão)

 

Os sintomas da chicungunha costumam desaparecer entre 7 a 10 dias do auge da doença. Por outro lado, as dores nas articulações podem perdurar por meses. Em alguns casos, há necessidade de fisioterapia.

Embora o vírus possa infectar qualquer pessoa, há um grupo de risco que precisa de mais atenção. Fazem parte desse grupo os idosos, crianças menores de 1 ano, gestantes e pessoas que já possuem algum tipo de doença. Essas precisam ser levadas imediatamente ao pronto atendimento após apresentarem os sintomas.

Como diagnosticar e tratar a chicungunha

O diagnóstico da doença depende de exames laboratoriais.

Apesar da febre alta e dores nas articulações serem fortes indicadores da chicungunha, é importante consultar um clínico geral para comprovar as origens dos sintomas.

O tratamento é basicamente à base de dipirona ou paracetamol para dor e febre, repouso e hidratação. A fisioterapia é solicitada em casos mais agudos da doença, quando as dores nas articulações são mais intensas.

Nunca se automedique antes de consultar um médico. O profissional, com base em exames e perguntas, recomendará o melhor tratamento para seu caso. Uma vez que a pessoa é infectada com o vírus, ela fica imune.

Infelizmente, não há nenhuma vacina que previna a chicungunha. O único modo de prevenção é evitar ser picado pelo mosquito.

Como não ser picado pelo mosquito

 

  • Use telas nas janelas;
  • Use repelentes;
  • Não deixe água parada;
  • Prefira calças e camisetas cumpridas;

 

Comentários ()


Clinica Cuidar Mais
Clínica Cuidar Mais
Digitando...
Olá, aqui é o Chatbot da Clínica Cuidar Mais. Qual é o seu nome?
Nome da pessoa
Nome da Pessoa, você poderia me informar seu email?
email@email.com
Qual é o seu número de telefone ou celular?
(00) 90000-0000
Muito obrigado pelas informações. Qual é a sua dúvida?
Texto da dúvida do cliente sobre a Clínica Cuidar mais
Nome da Pessoa, vou te encaminhar agora para nossos atendentes do WhatsApp.
O WhatsApp abrirá e você poderá iniciar uma conversa. Se isso não ocorrer, clique no botão abaixo.
2019 Copyright | AE Digital