Como melhorar o colesterol bom

O colesterol bom, cientificamente chamado de HDL, é responsável por remover o excesso de colesterol das artérias. Caso os valores dele estejam abaixo da média, as chances de provocar infartos e aterosclerose são altas. Por essa razão, melhorar a colesterol HDL é importante para manter a saúde em dia.

Os sintomas de colesterol bom baixo geralmente são:

  • Excesso de gordura abdominal;
  • Falta de atividade física;
  • Obesidade;
  • Sedentarismo;

Cabe lembrar que esses sintomas são apenas fatores externos. O colesterol HDL baixo não costuma dar sinais de alertas, ou seja, é um problema “silencioso”, porque não apresenta sintomas até que todas as artérias estejam muito obstruídas.

Geralmente, o que contribui para o colesterol bom baixo são os hábitos alimentares e físicos, como sedentarismo, tabagismo, usar medicamentos que alteram a produção hormonal, ter triglicerídeos altos, entre outros.

As consequências de ter o colesterol bom baixo:

    • Risco de depressão;
    • Falta de memória;
    • AVC;
    • Infarto;
    • Câncer no fígado;

Como saber o nível do colesterol bom no sangue

O primeiro passo para melhorar o colesterol bom é saber a concentração de HDL no sangue. O ideal é que os valores estejam sempre acima de 40mg/dL, tanto em homens quanto em mulheres. Para isso, é necessário realizar um exame de sangue. O resultado vai indicar as taxas do colesterol HDL e também do LDL (ruim).

Agendamento de exames online

Como aumentar o colesterol bom no sangue

A alimentação, neste caso, é o principal. Para aumentar o nível de colesterol bom no sangue, deve-se investir em alimentos ricos em gorduras boas, como abacate, peixes gordos, oleaginosas, sementes etc. Outra recomendação importante é a prática de exercícios físicos, pelo menos 3 vezes por semana, para controlar o peso.

Os alimentos que aumentam a produção de colesterol bom HDL no sangue:

Sementes: chia, linhaça e girassol, pois são ricas em Ômega 3, além de serem fontes de fibras;
Peixes gordos: salmão, sardinha e atum são ricos em Ômega 3;
Abacate: rico em gordura insaturada, que ajuda no controle do colesterol;
Oleaginosas: castanha-de-caju, castanha-do-pará, amendoim, nozes e amêndoas;

Para qualquer alteração ou restrição de alimentos, o recomendado é buscar o auxílio de um nutricionista. De qualquer forma, investir em dieta saudável, rica em produtos naturais, como verduras, legumes, frutas e carnes magras é sempre o ideal.

whatsapp telefone facebook instagram  AE Digital - Agência digital em São Paulo menu_mobile