Saúde da mulher: autoexame e sintomas do câncer de mama

Comemora-se nesta quarta-feira (08) o Dia Internacional da Mulher. Para ser uma mulher de verdade, a saúde feminina deve estar em dia. Uma das maiores preocupações é o câncer de mama. Segundo o Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), este câncer é o mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, “respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano”. Ainda de acordo com o instituto, a incidência cresce progressivamente após os 50 anos. O câncer antes dos 35 anos é raro.

Ginecologistas, emissoras de TV, jornais, revistas e sites sempre falam em autoexame. Porém, nenhum deles ensinam como realizar o procedimento, que parece complicado, mas não é.

Veja como fazer o autoexame:

Saúde da mulher: autoexame e sintomas do câncer de mama 1

  • Em frente ao espelho

Orientação: tire toda a roupa para realizar os passos a seguir.

  1. Observe os seios com os braços caídos [para baixo];
  2. Logo em seguida, levante os braços e observe as mamas;
  3. Coloque mãos apoiadas na bacia, fazendo pressão para observar se existe alguma alteração na superfície de mama;

Durante o processo, observe o tamanho, forma e cor de mamas, assim como inchaços, abaixamentos, saliências e rugosidades. Caso existam alterações que não estavam presentes no exame anterior ou existem diferenças entre as mamas, consulte um ginecologista.

  • Fazer palpação em pé

Orientação: a palpação de pé deve ser feita no banho com o corpo molhado e as mãos ensaboadas.

  1. Levante o braço esquerdo, colocando a mão atrás da cabeça;
  2. Palpe cuidadosamente a mama esquerda com a mão direita;
  3. Repita o passo na mama direita;
  4. Depois da palpação da mama, pressione suavemente os mamilos para observar se existe saída de qualquer líquido;

Além do autoexame, existem alguns sintomas do câncer de mama:

  • Alterações da forma e tamanho da mama;
  • Vermelhidão, inchaço, calor ou dor na pele;
  • Nódulo ou caroço na mama;
  • Inchaço e nódulos frequentes nas ínguas das axilas;
  • Uma mama maior que a outra;
  • Presença de um sulco na mama;
  • Endurecimento da pele da mama;
  • Coceira frequente na mama;
  • Liberação de líquido pelo mamilo, especial em sangue;
  • Veia facilmente observada e crescente;

Para mais informações, você pode fazer uma consulta com um ginecologista popular da Clínica Cuidar Mais. O pré-agendamento pode ser feito online ou pelo telefone (11) 5070-1090.

whatsapp telefone facebook instagram  AE Digital - Agência digital em São Paulo menu_mobile