Sífilis: o que é, sintomas e como tratá-la

Parece que o debate sobre o sexo seguro já se esgotou. Mas o aumento de pessoas com sífilis mostra que não. As pessoas continuam desinformadas quando o assunto são as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs).

Dados alarmantes

O Ministério da Saúde divulgou, no fim do ano passado, dados que apontam o crescimento – cerca de 28% – de casos de sífilis em adultos em 2016.

Apesar do crescimento, o órgão registrou a primeira desaceleração na epidemia em comparação aos dados registrados nos anos anteriores. Ainda assim, o índice é considerado alto.

O que é sífilis?

A sífilis é uma doença sexualmente transmissível, silenciosa e requer cuidados.

Raramente, a bactéria é transmitida pelo beijo. Há, no entanto, os casos da sífilis congênita, quando o bebê é infectado pela mãe.

  • Fatores de risco

 

  • Manter relações sexuais sem camisinha
  • Estar infectado pelo vírus da HIV

 

A forma mais eficaz de proteção contra a sífilis é a camisinha, considerada o método mais seguro contra as DST’s e a gravidez indesejada.

Sintomas da sífilis
Sintomas da sífilis

Quais são os sintomas da sífilis?

Os sintomas da sífilis costumam aparecer entre 3 a 12 semanas após o contágio. Eles, porém, se desenvolvem de acordo com o estágio da doença, mas não obrigatoriamente vão seguir uma ordem cronológica.

No caso da sífilis primária, que surge após 3 semanas do contágio, os sintoma são o aparecimento de um cancro duro, pequenas manchas vermelhas nos órgãos genitais. A ferida não costuma coçar nem doer e pode, também, aparecer no ânus, na boca, na língua e nas mamas.

Alguns dos sintomas secundários e latentes:

  • Feridas no local infectado;
  • Dores musculares;
  • Febre;
  • Mal estar;
  • Falta de apetite;
  • Peso;
  • Ínguas;
  • Dor de garganta;
  • Vermelhidão na pele;
  • Ingua nas axilas;

Já na sífilis terciária – quando o paciente não conseguiu combater a doença no estágio secundário ou não fez o tratamento adequado – os sintomas vão de lesões na pele a delírios. Por essa razão, é importante realizar o tratamento da sífilis em seu estágio inicial.

Como tratar da sífilis
Como tratar

Como tratar?

Boa parte das pessoas fica em dúvida qual profissional procurar para tratar da sífilis. Entre os especialistas, os recomendados são:

Eles solicitarão uma série de exames, tais como exame de sangue e sorológicos para diagnosticar a DST e tratá-la corretamente.

O médico pode, também, solicitar um teste específico para a HIV, para garantir que o paciente não foi infectado com a doença.

Diferente do vírus da AIDS, a sífilis tem cura. O tratamento é feito à base de penicilina – antibiótico eficaz contra a contra a bactéria. Agende uma consulta agora!

whatsapp telefone facebook instagram  AE Digital - Agência digital em São Paulo menu_mobile